Ejaculação Precoce tem Cura! Não tenha vergonha procure tratamento!

Por Magali Marino

Hoje, vou falar da Ejaculação Precoce, grande sofrimento dos homens que vivem essa experiência.

O homem que sofre  de ejaculação precoce e não consegue  controlar seu orgasmo passa a conviver com  algo aterrorizador.

Na relação sexual e afetiva  saber que proporcionou o prazer orgástico para  a(o) parceira(o) promove  uma sensação  indescritível .

O homem que não consegue ter o controle de sua ejaculação e em menos de dois a três minutos chega à resolução, sente-se frustrado e sabe que provoca uma grande frustração  na sua companheira. Isso está  para além  da sua vontade, ele sofre profundamente e não sabe o que fazer.

Digo aos homens que tem problemas de Ejaculação Precoce, em nome da sua saúde mental e sexual, devem procurar um tratamento para resolver sua disfunção, com a cabeça aberta sem medo e sem preconceito.  Muitos colocam a responsabilidade na mulher e dizem  não  precisar de tratamento. Em média, a cada cinco homens um sofre dessa disfunção que desequilibra emocionalmente o casal e mexe com a auto estima masculina.

Através dos tempos a sexualidade foi tendo suas modificações tanto para os homens como para as mulheres.

Hoje, a  mulher conhece melhor o seu corpo,  aumentou o  nível de exigência na relação sexual, desejam ter  prazer  e questionam o comportamento masculino quando rápido na resolução ejaculatória.

Por outro lado,  a sociedade ocidental patriarcal exige dos homens um alto grau de performance e desempenho na hora da cama. Essa exigência gera uma ansiedade e medo de falhar na sua potência, isso  pode ferrar um homem mais ansioso,  levá-lo  a desencadear muito cedo distúrbios sexuais como a disfunção erétil  e/ou ejaculação precoce, por exemplo.

É  considerado Ejaculador Precoce o homem que não consegue  ter controle sobre a sua ejaculação após penetração, por menos de um a dois minutos, que não consegue satisfazer a parceira em mais de  50% de suas experiências sexuais.

O número  de homens que não “bate a média” esperada é muito alto. Em uma pesquisa realizada no Centro Multidisciplinar para Diagnóstico e Tratamento em Sexualidade do Instituto H. Ellis, em São Paulo (1984\1987),  constatou-se que 59,31%  dos homens avaliados não apresentavam controle ejaculatório, sendo que 67,36%, destes foram classificados como portadores de Ejaculação Precoce-EP primária, ou seja, apresentam os sintomas desde as primeiras relações sexuais.

Ora, na sociedade em que desde muito cedo o adolescente tem que mostrar que é “macho”, através  do desempenho que tem com as meninas, gera uma grande  expectativa de levantar esse troféu. Não existe entre pai|mãe, filhos e filhas uma real educação sexual. Um jovem ao iniciar sua atividade sexual, com os hormônios a todo vapor, muito provável, ao ver o corpo desnudo da ficante ou namorada vai liberar o  sêmen  num piscar de olhos. Como não lhe foi ensinado que essa situação é normal para os iniciantes, ele vai sentir-se desqualificado e pela ansiedade pode vir a reproduzir a situação em outras e outras experiências, intensificando sua ansiedade e um  sentimento de “incompetência”.

Muitas vezes esse cenário toma um outro direcionamento, ou seja, quando o rapaz se habitua com as relações mais afetivas e efetivas, conseguem conciliar excitação e ejaculação, sem maiores problemas. Porém, alguns permanecem com um nível alto de ansiedade, intensificando a disfunção. Caso essa situação seja recorrente, a ajuda de tratamento psicoterápico  é  fundamental. Quanto mais jovem, melhores serão os benefícios.

Nas pesquisas  e relatos do consultório os homens com ejaculação precoce dificilmente apresentam esse traço de descontrole quando se masturbam, a não ser que a ansiedade e angústia sejam muito intensas.

Existem vários graus de Ejaculação Precoce:

  • Homem ejacula mesmo antes da penetração, ou segundos depois de iniciar o ato sexual. Nesses casos a ansiedade é tão intensa que o homem desenvolve um forte medo de relacionamentos íntimos. A mulher só consegue o orgasmo através da masturbação;
  • O homem interrompe o ato na penetração e  os movimentos para não ejacular. Quando isso faz parte do cotidiano a mulher fica irritada por interromper sua excitação levando-a, muitas vezes,  a baixa energia para iniciar outros momentos da prática sexual.
  • O homem consegue prolongar a excitação, faz interrupções, porém dedicando-se a realizar carícias preliminares e masturbação na parceira. Essa situação é mais aceita pelas mulheres, apesar delas não conseguirem ter orgasmo com a  penetração, pelo fato do homem não conseguir esperar.

Quando o homem tem uma parceira que se disponibiliza a tratar junto à situação, quando  percebe que ela está sensível às suas dificuldades, a ansiedade é reduzida e o problema tende a desaparecer com o tratamento. Não  que a mulher deva se sentir com essa responsabilidade, o homem deve assumir suas dificuldades e querer tratá-las para melhorar sua qualidade de vida.

Em alguns homens a E.P aparece quando  perdem o emprego, com muita pressão no trabalho, falta de dinheiro. Porém, quando a situação volta à normalidade,  há uma tendência da vida sexual também se tranquilizar.

Algumas técnicas que, quando realizadas com frequência e seguindo orientação do profissional especializado, podem minimizar a Ejaculação Precoce e obter resultados positivos na recuperação da saúde sexual.

  • Técnica da Masturbação:

Com o masturbador erótico, o homem  simula a vagina ou o ânus (comprar em lojas de sex shop). Quando inicia a excitação e a ereção é importante  que haja uma  interrupção para não ejacular, respira, reinicia lentamente sentindo à sensação e o controle da respiração com relação a ansiedade. O importante é que esse tempo entre excitação e ejaculação possa ir ficando cada vez mais extenso. Se a parceira(o) participar da experiência, com estímulo e motivação pode ser interessante para ambos. Podem experimentar fazer a dois de forma lúdica.

  • Exercícios da Respiração

É importante aprender técnicas de respiração para reduzir o nível de adrenalina na corrente sanguínea e acalmar a aceleração cardíaca.O controle respiratório é fundamental para retardar a ansiedade e a ejaculação.

Exercícios de Kegel|Pompoarismo

Ao integrar técnicas de respiração aos Exercícios de Kegel,  vamos ter bons resultados para o tratamento da Ejaculação Precoce. Os exercícios de  fortalecimento, junto ao controle da contração e relaxamento do músculo pubococcígeo (que fica situado no períneo), quando realizados com frequência e de forma correta obtém-se bons resultados na articulação entre o processo  excitatório e a  ejaculação.

É muito importante para que realmente a Ejaculação Precoce seja tratada que o homem não tenha constrangimento e vergonha de  procurar um especialistas para ser orientado. Normalmente essa disfunção é por causas psicológicas, porém é importante fazer os exames para afastar as causas biológicas.

Existe muita resistência dos homens procurarem o tratamento psicoterápico devido aos ganhos secundários, inconscientes, que advém dos sintomas, como por exemplo, mulheres que tratam o homem com inferioridade e desdém, não incentivam o tratamento por terem medo de perder o parceiro para outras mulheres. Assim como, homens que se utilizam da disfunção sexual para punir a parceira, levando-os a não buscar o tratamento. Como essas questões não estão, muitas vezes, no acesso da  consciência é importante que os homens, que vivem com esse sofrimento, possam questionar sobre sua dificuldade em buscar se tratar para obter saúde sexual.

Um bom desempenho sexual, dentro daquilo que cada pessoa considera como sendo prazeroso para ela e para o outro, gera alegria, satisfação e qualidade de vida!

Se você sofre de alguma disfunção sexual, seja homem ou mulher, não se culpe, procure tratar e ser feliz!

 

*Se quiser comentar ou tirar dúvidas escreva nos comentários abaixo ou no blogasmo@gmail.com

________________

Magali Marino – Psicóloga, Psicoterapeuta Corporal em Análise Bioenergética, Sexóloga e Mestra em Design Estratégico.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *